quarta-feira, 30 de julho de 2014

VÍDEO : Keita x Pepe. Atleta da Roma explica decisão de não cumprimentar Pepe: "Já me chamou de macaco".

. Por Gazeta

O volante Seydou Keita, da Roma, recusou cumprimentar o zagueiro Pepe, do Real Madrid, antes da partida amistosa entre as duas equipes, disputa nesta terça-feira em Dallas, no Texas (Estados Unidos). Nesta quarta-feira, o jogador malinês publicou uma mensagem no Twitter para se desculpar e explicar sua atitude.


"Ele já me chamou de macaco em um Madrid x Barça. Eu não podia cumprimentá-lo. Desculpem-me pela minha atitude", disse o volante, que defendeu o Barcelona entre 2008 e 2012.
Depois de ter recusado cumprimentar Pepe, Keita atirou uma garrafa d’água na direção do luso-brasileiro. A atitude, segundo o volante, foi uma reação a uma cusparada que teria recebido de Pepe.
Válido por um torneio amistoso, o jogo entre Real Madrid e Roma acabou com vitória dos italianos por 1 a 0, com gol de Totti.



Getty Images
Keita, da Roma, discute com jogadores do Real Madrid depois de não cumprimentar Pepe

Keita não cumprimenta Pepe e causa confusão. Assista:


.

Após decepções, Gerrard diz estar vivendo os três piores meses da vida.



Richard Heathcote/Getty Images
Steven Gerrard foi o capitão da
Inglaterra na frustrante campanha na Copa de 2014


Um dos principais nomes da história do Liverpool, o meio-campista Steven Gerrard admitiu que os últimos tempos não têm sido fáceis. Após perder nas últimas rodadas o título inglês, que tiraria o Liverpool da fila de 24 anos sem conquistar a competição, o jogador foi eliminado com a Inglaterra logo na primeira fase da Copa do Mundo.
"Provavelmente são os três piores meses da minha vida. Mas você precisa aceitar que isso aconteceu, não tem como mudar", afirmou Gerrard nos Estados Unidos, onde o Liverpool realiza parte da pré-temporada.
O jogador admitiu que ainda não esqueceu a falha no jogo contra o Chelsea, pela antepenúltima rodada do Campeonato Inglês. Na ocasião, Gerrard escorregou, perdeu a bola no campo de defesa, e propiciou o primeiro gol dos Blues, que venceram por 2 a 0."Eu não posso assistir algo assim, que a dor reaparece. Eu sofri com isso nos vestiários nas semanas e nos meses que se passaram depois disso", afirmou.
A decisão de se aposentar da seleção inglesa, aos 34 anos, teve como principal motivo a vontade de se dedicar exclusivamente ao Liverpool. Após uma conversa com o técnico Brendar Rodgers, Gerrard recusou diminuir seu ritmo no clube para continuar defendendo o English Team.
"Aquilo (a conversa com Rodgers) me fez ter 100% de certeza sobre a minha decisão, porque eu não quero que os meus jogos no Liverpool sejam prejudicados", completou.
FONTE : GAZETA

Em vantagem, ABC pega Novo Hamburgo para voltar às oitavas.

.

ABC venceu o primeiro jogo por 1 a 0 e um empate garante o time potiguar na fase de quartas de final da Copa do Brasil

Independentemente do resultado, o duelo entre Novo Hamburgo e ABC na noite desta quarta-feira será histórico. O único desta fase sem um clube de grande projeção nacional, o embate vale vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Para conquistar o posto entre os gigantes do futebol brasileiro e repetir sua melhor campanha, o time potiguar tem a vantagem de 1 a 0 conquistada em sua casa no primeiro jogo.
Precisando apenas do empate para igualar a campanha de 2000, quando vendeu caro a eliminação para o Palmeiras nas oitavas, o ABC terá que superar os desfalques se quiser avançar. O meia Rogerinho e o atacante Dênis Marques preocupam e podem obrigar o técnico Zé Teodoro a usar novamente Rodrigo Silva e Gilmar. Além disso, o volante Michel é ausência certa por já ter atuado na competição por outro clube.
"Temos que ter tranquilidade ao pensar na Copa do Brasil. Tenho sempre falado que o jogo mais importante sempre é o próximo e o nosso foco é o Novo Hamburgo", explica o treinador, exaltando a importância do confronto desta quarta-feira.
Do outro lado da decisão, o Novo Hamburgo também tem que conviver com desfalques. O volante Chicão segue em tratamento da lesão que sofreu na partida em Natal, enquanto o atacante Lucas Santos está suspenso ao ser expulso na mesma ocasião. A boa notícia para o treinador Itamar Schülle é o retorno do meia Preto, que estava suspenso no primeiro duelo frente ao ABC.
No Estádio do Vale, o Novo Hamburgo precisa vencer por mais de um gol para reverter a vantagem mínima conquistada pelo adversário no jogo de ida. Na ocasião, Rodrigo Silva converteu pênalti no apagar das luzes e garantiu 1 a 0 para o ABC. Caso o time gaúcho dê o troco pelo mesmo resultado, a disputa vai aos pênaltis. Qualquer outro resultado classifica o time visitante.
FICHA TÉCNICA
NOVO HAMBURGO X ABC
Local: Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)
Data: 29 de julho de 2014, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado
Assistentes: Carlos Berkembrock e Angelo Rudimar Bechi
NOVO HAMBURGO: Vinícius; Júlio Santos, Fred, Afonso (Zé Carlos) e Peixoto; Alberto, Jonatas Cícero, Preto (Rafinha) e Jonas; Douglas e Juba
Técnico: Itamar Schülle
ABC: Gilvan; Marlon, Luciano Amaral, Renato Silva e Sueliton; Fábio Bahia, Xuxa (João Paulo), Daniel Amora e Júnior Timbó (Rodriguinho); Rodrigo Silva e Gilmar (Dênis Marques)
Técnico: Zé Teodoro

FONTE : GAZETA

Copa do Brasil mostra que mata-mata não basta para atrair torcida .

.

Torneio tem média de 5.238 torcedores por jogo, quase um terço do que registra o Brasileirão e seu formato por pontos corridos. Jogos às 22h são os vilões no mata-mata.


No interminável debate entre mata-mata e pontos corridos, a prteferência do torcedor pelos torneios eliminatórios é um argumento frequente. A Copa do Brasil, porém, mostra que é preciso cautela com essa afirmação. Em 2014, a competição tem levado pouca gente aos estádios, e o público médio doCampeonato Brasileiro até aqui é quase três vezes melhor.
Pesa contra a Copa do Brasil o horário dos jogos, quase sempre às 22h. Mas os números evidenciam que o formato de disputa não basta para compensar a desorganização. A Copa do Brasil, que nesta quarta-feira prossegue com a terceira fase, tem média de público de apenas 5.238 torcedores por jogo, contra 13.403 do Brasileirão, que já teve 12 rodadas.
O Corinthians é o líder de público no Brasileirão, pelo qual já mandou quatro jogos na Arena de Itaquera, com público médio de 34.229 torcedores. Já na Copa do Brasil, mandou uma partida em Itaquera, diante do Bahia, com 24.252 pessoas, pior público da nova casa. O horário, somado ao problema do transporte público, prejudicou o time paulista. Mas, novamente, fica claro que o formato mata-mata não basta para atrair o torcedor.
O pequeno interesse do público pesa no orçamento dos clubes. A renda liquida da Copa do Brasil, em média, é de R$ 60,6 mil por jogo, contra R$ 238,3 mil no Brasileirão. Mais uma vez, o melhor exemplo é o Corinthians, que faturou R$ 874 mil líquidos diante do Bahia no mata-mata. Na competição por pontos corridos, a renda recorde é R$ R$ 1,85 milhão, frente ao Internacional.
Com o afunilamento da competição, a tenência é o público subir. Até lá, porém, a Copa do Brasil torna inquestionável o que já é evidente.
FONTE: Ig São Paulo.
.
.

Cinco clubes brasileiros repetem hoje os mesmos técnicos de 19 anos atrás.


Luiz Felipe Scolari Felipão Grêmio Palmeiras Campeonato Brasileiro 1995 01/10/1995
Felipão está de volta à casamata gremista / 
FOTO GAZETA PRESS

Ao contratar Luiz Felipe Scolari, Grêmio volta a 1995, assim como Atlético-MG, Flamengo, Internacional e São Paulo.

Foi em 1995 que Felipão, que deixou a seleção brasileira após o fiasco na Copa do Mundo, comandou o Grêmio ao título da Copa Libertadores e ao vice mundial, diante do Ajax, no Japão. No ano seguinte, ele se sagrou campeão brasileiro.
Abel Braga (Internacional), Vanderlei Luxemburgo, que reestreou pelo Flamengo no último domingo, Levir Culpi, campeão da Recopa pelo Atlético-MG na semana passada, e Muricy Ramalho (São Paulo) também trabalhavam em seus atuais clubes há 19 anos.
FONTE : IG São Paulo

sábado, 26 de julho de 2014

AFA punida por exibição de cartaz 'As Malvinas são argentinas' durante a partida amistosa contra a Eslovênia, em La Plata

.


A Comissão Disciplinar da Fifa impôs uma multa de 30 mil francos suíços (cerca de R$ 73 mil) à Associação do Futebol Argentino (AFA) depois que alguns membros da seleção mostraram um cartaz com a mensagem 'As Malvinas são argentinas' durante a partida amistosa contra a Eslovênia de 7 de junho em La Plata.

Nesse partida, e segundo a Fifa, "certos membros da seleção argentina sustentaram um cartaz na qual era possível ler 'As Malvinas são argentinas'.
A Fifa entende que "a AFA transgrediu o artigo 60 do Regulamento FIFA de Segurança nos Estádios ('Ação política') e o 52 do Código Disciplinar da Fifa ('Conduta incorreta de uma equipe').
Por isso, a AFA foi multada com 30 mil francos suíços e repreendida. A decisão foi notificada nesta sexta-feira (dia 25/07/14) à AFA.
Com gols de Ricardo Álvarez e Lionel Messi, a Seleção Argentina venceu a Eslovênia por 2 a 0 durante um amistoso disputado em 7 de junho no estádio Cidade de La Plata, em sua última partida de preparação para a Copa do Mundo do Brasil 2014. 
FONTE : EFE





Saiba um pouco ( abaixo) sobre a GUERRA DAS MALVINAS:

Guerra das Malvinas (em inglêsFalklands War; em espanholGuerra de las Malvinas) ou Guerra do Atlântico Sul foi um conflito armado entre a Argentina e o Reino Unido ocorrido nas Ilhas Malvinas (em inglês Falklands), Geórgia do Sul e Sandwich do Sul entre os dias 2 de abril e 14 de junho de 1982 pela soberania sobre estes arquipélagos austrais reivindicados em 1833 e dominados a partir de então pelo Reino Unido. Porém, a Argentina reclamou como parte integral e indivisível de seu território, considerando que elas encontram "ocupadas ilegalmente por uma potência invasora" e as incluem como partes da província da Terra do FogoAntártica e Ilhas do Atlântico Sul.

O saldo final da guerra foi a recuperação do arquipélago pelo Reino Unido e a morte de 649 soldados argentinos, 255 britânicos e 3 civis das ilhas. Na Argentina, a derrota no conflito fortaleceu a queda da Junta militar que governava o país e que havia sucedido as outras juntas militares instaladas através do golpe de Estado de 1976 e a restauração da democracia como forma de governo. Por outro lado, a vitória no confronto permitiu ao governo conservador de Margaret Thatcher obter a vitória nas eleições de 1983.

FONTE : WIKpédia

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Shakhtar transfere jogos da Liga dos Campeões para fora de Donetsk .

.

Atual campeão ucraniano, clube foi forçado a se mudar de Donetsk, que se tornou reduto de separatistas pró-Rússia

O Shakthar Donetsk vai transferir sua sede para Kiev e disputar as partidas da Liga dos Campeões e dos campeonatos nacionais na cidade de Lviv, no oeste do país, para evitar o leste assolado por confrontos, confirmou o presidente-executivo do clube, Sergei Palkin, nesta quarta-feira.
Atual campeão ucraniano, o Shakhtar foi forçado a se mudar de Donetsk, uma das principais cidades industriais do leste, que se tornou reduto de separatistas pró-Rússia em conflito com as Forças Armadas do governo.
A Uefa ofereceu cinco opções de locais e o Shakhtar escolheu sediar seus jogos na Arena Lviv, um estádio que sediou partidas da Eurocopa disputadas em 2012.
O Shakthar Donetsk vai transferir sua sede para Kiev e disputar as partidas da Liga dos Campeões e dos campeonatos nacionais na cidade de Lviv, no oeste do país, para evitar o leste assolado por confrontos, confirmou o presidente-executivo do clube, Sergei Palkin, nesta quarta-feira.
Getty Images
Arena do Shakhtar Donetsk não deve receber jogos durante a temporada 2014-15
O Shakhtar estreou na temporada com uma vitória por 2 x 0 sobre os rivais do Dynamo Kiev em jogo válido pela SuperCopa ucraniana disputado em Lviv na terça-feira.
O conflito, que ganhou traços dramáticos com o abate de um avião de passageiros da Malaysia Airlines perto de Donetsk na semana passada, tem complicado o cotidiano do clube e seis de seus jogadores se recusaram a voltar ao país após disputarem um amistoso na França.
Palkin disse que o clube ainda tentava convencer os cinco atletas brasileiros e um argentino que se recusaram a jogar na Ucrânia a mudarem de ideia.
"Estamos na fase de persuasão, dizendo que a Ucrânia é segura o bastante para jogar e viver", disse ele. "É nossa tarefa principal agora, já que muitos deles estão com medo. Espero conseguir resolver isso. Se não, temos outros mecanismos para lidar com a questão."
A Uefa disse na semana passada que partidas em Dnipropetrovsk, a cerca de 354 km de Kiev, seriam permitidas.
No entanto, após o desastre com o avião da Malaysia Airlines, a federação dinamarquesa de futebol e o FC Copenhagen pediram que a partida marcada para o dia 30 de julho fosse transferida para uma sede neutra.
FONTE : Reuters

Ex-pivô da NBA vai leiloar medalha de ouro olímpica conquistada em Sydney 2000.

FOTO : REPRODUÇÃO / google.com

. O ex-pivô norte-americano Vin Baker está leiloando a partir da próxima terça-feira a medalha de ouro olímpica que eles conquistou nos Jogos de Sydney, em 2000. O lance mínimo no site da empresa Grey Flannel é de US$ 35 mil (R$ 77,7 mil), o que aparentemente é um número ambicioso, já que a medalha de bronze que o armador do New York Knicks Carmelo Anthony leiloou no início do mês saiu por menos da metade desse preço.

Baker, que tinha 28 anos em 2000, teve média de 8,0 pontos durante a campanha perfeita dos Estados Unidos nas Olimpíadas de Sydney. Na semifinal, os norte-americanos venceram a Lituânia por 85 a 83, e depois confirmaram o ouro batendo a França na final por 85 a 75.

Embora tenha sido a primeira escolha do draft da NBA na temporada 1994/1995, pelo Milwaukee Bucks, e tenha conquistado o ouro olímpico com os Estados Unidos em 2000, Baker não conseguiu ser NBA o jogador que se esperava dele quando era um dos principais prospectos do basquete universitário. Recentemente, o ex-pivô enfrentou problemas com alcoolismo.

FONTE : ahebrasil.com.br/

Tiago Splitter adverte seleção: 'É importante pensar no grupo e esquecer o eu' .



Depois de se tornar, na temporada 2013/2014, o primeiro brasileiro campeão da NBA, o pivô Tiago Splitter, do San Antonio Spurs, pretende conduzir o Brasil ao pódio na Copa do Mundo da Espanha, que começa no dia 30 de agosto.

Para tanto, Splitter pede que o grupo se inspire no próprio Spurs, time conhecido pela força do grupo e por praticar um basquete solidário.

- O basquete é superação e mostramos isso na conquista do título da NBA. Espero trazer essa mentalidade para a nossa equipe. É importante jogar em grupo e esquecer o eu. Espero ajudar, mas todos estão confiantes e sabem que essa é a única forma de ter uma seleção vitoriosa - disse o pivô nesta segunda-feira, em São Paulo, onde o time iniciou sua preparação para a Copa do Mundo.

Amistosos

De 31 de julho a 2 de agosto, o Brasil irá disputar o Torneio Internacional do Rio de Janeiro, no ginásio do Maracanãzinho, com as seleções da Argentina e de Angola. E de 9 a 11 de agosto será a vez do Torneio Internacional de Buenos Aires com Argentina, Brasil e México. No dia 16 de agosto, Brasil e Estados Unidos disputam um amistoso em Chicago.

A Seleção Brasileira encerra sua preparação na Europa disputando o Torneio Internacional da Eslovênia contra os donos da casa, Lituânia e Irã, de 21 a 23 de agosto. Antes da estreia na Copa do Mundo contra a Espanha, dia 30 de agosto, os brasileiros irão realizar um amistoso contra uma equipe que irá disputar a competição.

FONTE : ahebrasil.com.br





Harry How/Getty Images

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Janeth recebe indicação para o Hall da Fama nos Estados Unidos .


.

A ex-jogadora da seleção brasileira Janeth Arcain, atualmente comandando a equipe sub-15 do Brasil e também exercendo o papelo de auxiliar da equipe principal, foi indicada para o Hall da Fama do basquete feminino durante o All-Star Game da WNBA, realizado no último sábado, em Phoenix, nos Estados Unidos. Além da brasileira, fazem parte da 17ª turma as ex-jogadoras Lisa Leslie e Janet Harris e os ex-técnicos Kurt Budke, Brad Smith e Gail Goestenkors. A cerimônia está marcada para 13 de junho de 2015 em Knoxville, Tennessee (EUA).

Pela seleção, Janeth foi campeã mundial na Austrália (1994), medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atlanta (1996) e bronze em Sydney (2000), além de subir três vezes ao pódio nos Jogos Pan-Americanos: ouro em Havana (Cuba/1991) e prata em Indianápolis (Estados Unidos/1987) e no Rio de Janeiro (Rio 2007), quando encerrou sua carreira na equipe nacional.

Devido ao sucesso com a seleção brasileira, Janeth foi escolhida para atuar, em 1997, na primeira temporada da WNBA, versão feminina da liga americana. Defendendo o Houston Comets, ela conquistou quatro títulos consecutivos da competição (1997/98/99 e 2000) e participou de todas as partidas da equipe nos sete primeiros anos.

Antes de Janeth, outros três brasileiros (Oscar, Hortência e Ubiratan) já integravam a lista dos melhores atletas da modalidade.


FONTE : ahebrasil.com.br

.

x fechar
Agência/Getty Images

                Janeth atuando pelo Comets, equipe em que conquistou
                    o tetracampeonato da WNBA 
Janeth atuando pelo Comets, equipe em que conquistou o tetracampeonato da WNBA

Meia Steven Gerrard anuncia aposentadoria da seleção da Inglaterra .

Aos 34 anos, jogador anunciou que não joga mais pela equipe nacional. Atleta esteve presente na Copa do Mundo de 2014

A federação inglesa (FA) anunciou em seu site oficial, nesta segunda-feira, que o meia Steven Gerrard, capitão do Liverpool, não irá mais defender a seleção da Inglaterra. Com 34 anos de idade, o meia foi convocado pela primeira vez na seleção no ano 2000, em um amistoso contra a Ucrânia. Ao todo foram 114 presenças e 21 gols marcados.
Richard Heathcote/Getty Images
Steven Gerrard foi capitão da Inglaterra na Copa de 2014, torneio 
no qual a seleção não passou da primeira fase
"Eu aproveitei todos os minutos representando meu país e é um dia triste para mim saber que não vou vestir a camisa inglesa mais uma vez. No entanto, estou ansioso de continuar meu relacionamento com a FA e ajudar onde puder", disse Gerrard, ao site oficial da federação inglesa.
O jogador disputou as Eurocopas de 2000, 2004 e 2012, além das Copas do Mundo de 2006, 2010 e 2014, as últimas duas como capitão.
"Eu gostaria de agradecer a todo mundo que fez parte da minha carreira internacional, dos técnicos da Inglaterra ao staff e, claro, aos jogadores que tive a sorte de jogar junto. Em especial, os torcedores foram incríveis, até no Brasil apesar dos resultados", completou.
FONTE : ig São Paulo
.
Steven Gerrard with his two children Lilly-Ella (right) and Lexie (left)
© PA Images / Martin Rickett/PA Archive
Steven Gerrard com seus dois filhos Lilly-Ella (right) and Lexie (left)


quarta-feira, 16 de julho de 2014

Os jogadores alemães NÃO imitaram macacos.

A notícia de que os jogadores alemães, depois da conquista da Copa do Mundo, haviam imitado macacos, em absurdo ato de racismo para com os argentinos (a quem eles chamam de “gaúchos"), alastrou-se na internet. Seja por aqueles que não simpatizaram e julgaram forçados o carisma deles no Brasil, seja por aqueles que mostraram-se decepcionados.

Mas, ainda bem, a verdade nesse caso é que tudo começou com o choro do Jornal Olé (sempre eles), que viram uma imitação de macaco onde ela não existe.
Antes de prosseguir, veja o 1° vídeo:

.

Sim, os alemães andam encurvados. Mas, o motivo não é racista ou de superioridade racial. A coisa é bem diferente.
Essa comemoração é tradicional na Alemanha, e parte do seguinte princípio:
Os argentinos perderam, logo, andam de cabeça baixa.
Os alemães venceram, logo, andam de cabeça erguida.
É simples assim.
Difícil de acreditar? Veja o próximo vídeo e repare, especialmente, no torcedor de boné, em foco, logo no começo da gravação.
Veja (abaixo) o 2° vídeo :
.

E neste vídeo também, contra a seleção Holandesa (será que faria sentido uma comemoração racista contra a Holanda?)

Veja (abaixo) o 3° vídeo :
.

Você pode, ainda, procurar por outras comemorações no youtube e encontrará.
Pra mim, houve uma gigantesca má vontade e preguiça da mídia brasileira, ao reproduzir essa matéria. E, talvez, uma certa má fé do Diário Olé, que só não é mais bairrista porque é impossível.
Curioso, porém, é ver no facebook/twitter, comentários chamando os alemães de nazistas. Essa história já deu, né, gente? É uma marca tão dolorosa na história do mundo e algo tão terrível, que o simples fato de fazer essa ligação por conta de qualquer “contradição” relacionada aos alemães, denota um preconceito absurdo.
Óbvio que ainda existem nazis na Alemanha. Como nos Estados Unidos, no Brasil etc. É ridículo fazer essa inferência logo de cara.
Aliás, há poucos dias, Neuer, o goleiro da seleção, declarou que jogadores homossexuais deveriam se assumir, porque não há razão para se envergonhar ou temer. Além de outras declarações.
Se o que eles fizeram aqui no Brasil foi apenas Marketing, é outra questão. (pra mim, teve sim Marketing, mas também boa vontade. Se já haviam vencido a Copa, por que comemorar como os índios pataxós?)
Enfim, acreditar que essa comemoração é racista, me parece bastante ridículo, depois de tudo que foi apontado no texto.
Mas, eles poderiam evitar?
Poderiam, sim. Entretanto, para eles, é uma comemoração absolutamente normal e que não possui nada de errado (e não possui mesmo), como, então, iriam prever toda essa repercussão? Impossível. Se fosse uma saudação, ou canto nazista, aí sim estaríamos falando de algo grave. Agora, uma comemoração boba dessa não ofende nem criança.
Até em interséries existem comemorações mais “agressivas” do que essa.
PARTE II
A Federação Alemã disponibilizou uma nota pedindo desculpas por qualquer mal entendido:
“Eles são todos absolutamente decentes e justos no esporte e fazem a diversão de todos, mas deixaram isso sair diante da vontade de comemorar com os torcedores. Desculpem se isso soou falso para alguém. Irei escrever uma carta para meu companheiro Julio Grondona e mostrar a ele que o ato não teve um significado desrespeitoso. Temos grande respeito pela Argentina e ótima relação com a federação local”
Além disso, o jornalista alemão Kai Schiller explica ainda mais tudo o que aconteceu:
A melodia é de uma canção das crianças e muito velha. Na minha opinião, não tem nada de racismo. Foi só uma brincadeira e nada mais. Na Alemanha, também existe esta discussão agora, mas a grande maioria pensa como eu, que foi uma brincadeira – diz o jornalista alemão Kai Schiller, do “Hamburger Abendblatt”.
Convenhamos, para o futebol, isso é muito, muito chato. Mal se pode comemorar o gol ou a vitória hoje. Tudo é ofensivo.
.
FONTE: 
ESTE TEXTO É DE AUTORIA de GUSTAVO MAGNANI / 16.07.2014
http://literatortura.com/2014/07/nao-os-jogadores-alemaes-nao-imitaram-macacos/



Goleiro distrai atacante fazendo pirueta durante cobrança de pênalti . DEU CERTO ? VÍDEO AQUI .

.
.

Argentina, me diz como se sente? Torcida do Brasil responde em música ELOGIANDO PELÉ .

. .

Brasileiros usaram a melodia da canção provocativa dos hermanos lembrando que Pelé tem mais Copa do que eles.

.

Durante toda a Copa do Mundo, a torcida da Argentina cantou a música "Decime qué se siente" ( me diz como se sente) provocando a Seleção Brasileira. No último sábado (12), a torcida brasileira mudou a letra da canção, lembrando que os hermanos que Pelé tem mais MUNDIAIS do que eles.

.



Confira a letra e o vídeo da resposta da torcida brasileira: 
Argentina me diz: como se sente?
Ver de longe cinco estrelas a brilhar!
Te juro ainda que os anos passem
Você nunca vai me alcançar
Cinco Copas só eu tenho
E sem trapacear 
'Mi papa' não se dopou para jogar
Uma coisa mais te digo
Para nunca se esquecer:
O Pelé tem mais Copas que você!

Jornal critica provocação alemã a argentinos: "megacretina" ... "Assim caminham os gauchos, os gauchos caminham assim", mas o jornal Die Welt tentou fazer uma análise mais equilibrada. "É verdade que não foi uma cena muito elegante. Mas também não devemos exagerar", decretou.

Alex Grimm
/Pool/Reuters
Jogadores alemães em comemoração
Jogadores alemães: "assim caminham os gaúchos, os gaúchos caminham assim", cantavam



. A imprensa alemã criticou nesta quarta-feira os jogadores da seleção do país, campeã do mundo, pela dança que significada piada com os argentinos, derrotados na final da Copa do Mundo por 1 a 0, durante as comemorações do título em Berlim.

Encurvados e de cabeça baixa, seis jogadores da Alemanha cantaram: "assim caminham os gauchos, os gauchos caminham assim". Na Alemanha, os argentinos são chamados de gauchos. Em seguida, com uma postura corporal correta e orgulhosa, cantaram: "assim caminham os alemães, os alemães caminham assim".

Os jogadores repetiram a sequência várias vezes, o que provocou os aplausos do público, em um país onde qualquer gesto de orgulho nacional continua provocando muita polêmica.

"A dança dos gauchos foi de mau gosto. De repente, a modéstia alemã desapareceu no triunfo", afirma o jornal Tagesspiegel. "A alegria não é suficiente, eles apenas obtêm prazer completo vendo sofrer um pouco os vencidos. Eles não tinham má intenção, isto é certo, mas demonstram que no futebol não há apenas cretinos, mas também 'megacretinos'", completa o jornal de Berlim.

"A festa do Portão de Brandemburgo se transformou em um gigantesco gol contra. Com uma piada ruim os campeões mundiais alemães prejudicam a imagem de uma nação aberta e tolerante", critica o jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung.

O tema provocou um amplo debate nas redes sociais. Parte dos alemães defenderam uma piada sem graça dos jogadores e denunciaram uma forma de "autoflagelação" tipicamente germânica, ao mesmo tempo que outros internautas expressaram "decepção e vergonha" com a provocação.

O jornal Die Welt tentou fazer uma análise mais equilibrada. "É verdade que não foi uma cena muito elegante. Mas também não devemos exagerar", decretou.

FONTE : o texto é do site TERRA ( na COPA ).

.
.
.
"So gehen die Gauchos, die Gauchos, die gehen so. 
So gehen die Deutschen, die Deutschen, 
die gehen so." ‪#‎Weltmeister‬

NOTA DO BLOG : A NOTÍCIA É MUNDIAL, ou seja, a matéria está sendo amplamente debatida. Respeita-se a opinião de cada um . Não há unanimidade nem mesmo na ALEMANHA.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Campeãs da Copa

Sara Brandner e Evangelina Anderson: duelo de peso

MARTHA ESTEVES / O DIA
Rio - Num duelo de beleza entre Sara Brandner, namorada do
craque alemão Bastian Schweinsteiger, e Evangelina Anderson,
mulher do argentino Demichelis, dá empate.





Sara Brandner tem feito sucesso na Copa. Por que será?
Foto:  Reprodução Internet
Não importa quem levou o título para casa, os dois já estão
de parabéns. O perdedor terá um consolo e tanto.




Evangelina Anderson deve saber como consolar
Demichelis em caso de derrota

Foto:  Reprodução Internet
Evangelina Anderson deve saber como consolar
Demichelis em caso de derrota
Foto:  Reprodução Internet
. .
;
.
.
FONTE :
MARTHA ESTEVES / O DIA