terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

VASSOURINHAS . O frevo + tradicional com VÍDEOS YOU TUBE + LETRA .


.

.
HINO do Vassourinhas completou 100 anos com todo o fôlego em 2009 e vai para 2011 com o mesmo FERVOR !!!
.
1)Considerado um dos hinos do Carnaval pernambucano, o frevo se mantém atual e é executado ao som do maracatu, samba e valsa
.
2) Em 2009 o maior hino do carnaval pernambucano completou 100 anos. O frevo Vassourinhas, conhecido por todos os foliões, comemorou o primeiro centenário.
.
3) Cheia de energia, a canção no carnaval de Pernambuco ganha vários formatos. As vezes é executada no compasso do samba, outras no ritmo do maracatu, mas em todas elas são acompanhadas por foliões das mais diferentes idades e estilos.
.
4) O frevo composto há cem anos por Joana Batista e o maestro Matias da Rocha recebeu o título de Marcha nº 1 do Clube Vassourinhas. "Joana Batista vai a cartório em 1949 e declara que a marcha nº 1 do clube vassourinhas foi composta por ela e pelo maestro Matias da Rocha no dia 6 de janeiro de 1909", conta o historiador Leonardo Dantas.
.
5) Apesar de ter nascido em 1909, só aos 46 anos o frevo Vassourinhas foi gravado pela primeira vez com a letra oficial. O maestro Clóvis Pereira lembra quando recebeu a missão em 1955. “A partitura veio parar nas minhas mãos como uma coisa até milagrosa. O homem chegou lá e disse: ‘quero fazer um arranjo disso que minha mãe gosta muito de tocar essa música no piano’. Eu realmente não tinha a mínima consciência de que estava partindo pra gravar um documento histórico do carnaval brasileiro”, recorda.
.
6) Aos poucos, letra e música foram se separando. Muita gente hoje nem sabe que este hino tão famoso já foi cantado e tocado. Com o tempo, a melodia ficou tão forte, tão acelerada que a letra não conseguiu mais acompanhar.
.
7) Atualmente o frevo, que virou um dos hinos do Carnaval do estado, virou uma regra no repertório das orquestras e artistas que se apresentam durante a folia de Momo. A Orquestra da Bomba do Hemetério, comandada pelo maestro Forró, é um desses casos. Para se comunicar com todos os foliões o grupo uniu outros ritmos à canção. “Em nossos shows a galera exige essa releitura, porque a galera quer frevar, valsar e maracatuzar ao som do Vassourinhas", conta o maestro Forró.
.
8) Com a orquestra do maestro Spok, o hino ganhou improvisos e carreira internacional. O frevo já foi executado em vários estados do Brasil e na Europa. "Eu me emociono. É como se eu tivesse tocando o hino nacional do meu estado", revela Spok.
.
9) Alceu Valença compôs uma letra para executar o frevo. A releitura foi executada com a participação do músico Zeca Baleiro. "Eu adoro o Vassourinhas instrumental, mas eu nunca consegui aprender a letra, então eu digo agora eu vou fazer uma letra pra poder cantar Vassourinhas", contou o músico pernambucano.
.
10) O baiano Moraes Moreira também fez uma letra pra cantar Vassourinhas. "Eu acho impressionante como ela não se desgasta, como todo ano, na hora que ela entra, é uma coisa maravilhosa", exalta o cantor.
.
11) A pulsação do Vassourinhas é unanimidade entre foliões, músicos e artistas. Uma música eternamente com cara de alegria. São 100 anos de existência e fôlego para a eternidade.

Fonte: da Redação do pe360graus.com
.

PARTE 2 ( ABAIXO ) = A VERSÃO de CARLINHOS BROW.

.

.
Alegria Original
Timbalada
Composição: Matias da Rocha / Joana Batista Rmaos / Adaptação: Carlinhos Brown
.
Vem o sapo
Vem a rã
Vem a cobra
Vem a gia
Todo mundo preparado
Pra fazer a confraria
Toda rua de olinda
Tem saida pra bahia
Quando junta brasileiro
Só se fala em alegria

Eu nem sei que amei você
E seguirei te amando mais
Uma fantasia de bruxinha
Sem vassourinha não se faz

Como olinda
São lindos os dias
Na bahia de meu deus
Dodo, osmar, luiz, alceu
Eu não esqueço um beijo seu

Preparar, apontar, correr

Alegria, alegria
Alegria original
.
.
PARTE III ( abaixo ) = DUELO DE GUITARRAS para o VASSORINHAS.
.

.


.
PARTE IV
.

VEJA ( abaixo ) a versão de MORAES MOREIRA para o HINO VASSOURINHAS.
.

.
Vassourinha Elétrica
Moraes Moreira
Composição: Moraes Moreira
.
Varre, varre, varre vassourinhas
Varreu um dia as ruas da Bahia
Frevo, chuva de frevo e sombrinhas
Metais em brasa, brasa, brasa que ardia

Varre, varre, varre vassourinhas
Varreu um dia as ruas da Bahia

Abriu alas e caminhos pra depois passar
O trio de Armandinho, Dodô e Osmar (bis)


E o frevo que é pernambucano, ui, ui, ui, ui
Sofreu ao chegar na Bahia, ai, ai, ai, ai
Um toque, um sotaque baiano, ui, ui, ui, ui
Pintou uma nova energia, ai, ai, ai, ai

Desde o tempo da velha fubica, hahahahaha...
Parado é que ninguem mais fica

É o frevo, é o trio, é o povo
É o povo, é o frevo, é o trio
Sempre junto fazendo o mais novo (bis)

Carnaval do Brasil
.

.

.
PARTE V ( abaixo )
.

No vídeo a seguir ( gravado pelo DJ ) você poderá saber como foi a visita de SIVUCA ao Programa do Jô Soares.
.
Tal vídeo não tem imagens, mas o som é IMPERDÍVEL.
.
Escute pois é nota DEZ ! É só clicar no vídeo abaixo.

.

.

.

.
PARTE VI ( abaixo )
.

.
PARTE VII ( abaixo )
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário